A importância dos rótulos na comunicação

A quantidade de produtos similares no mercado, que possuem funções e embalagens parecidas, exigem da equipe de marketing estratégias mercadológicas diferenciadas para vencer essa competição acirrada pela decisão do consumidor.

Para atrair e conquistar o consumidor o produto deve atender uma demanda que envolve criatividade, beleza, funcionalidade, e sobretudo, preço acessível. O rótulo também faz parte dessas características, torna o produto diferente, principalmente na gôndola, onde a atenção do consumidor é crucial. Já sabemos que a decisão de compra do consumidor pode variar e depende de uma série de características e fatores, publicidade, comunicação, estética, linguagem e semelhança com a marca. Tudo isso pode influenciar a decisão de compra do consumidor, e o rótulo e a embalagem fazem parte desse universo complexo que disputa a atenção do consumidor.

O que geralmente é valorizado no rótulo?

Não é apenas uma área do rótulo ou da embalagem que domina a atenção e a decisão de compra do consumidor. Pesquisas apontam que consumidores podem utilizar-se de diversas áreas do rótulo como informações nutricionais, cores e também o infalível, preço. Pesquisas de grupo focal, ajudam bastante a elucidar essas suposições.

O processo é psicológico, e muito, muito complexo,  e envolve uma série de aspectos. A atitude frente a um produto é influenciada por fatores relacionados à psicologia do consumidor, bem como ao aspecto sensorial e de marketing. Segundo os autores JAEGER e MAcFIE (2001), o consumidor pode se valer da aparência geral do produto, como um fator intrínseco, para torná-lo um parâmetro de qualidade.

Dessa forma, segundo SLOAN (2003), a embalagem e/ou o rótulo – fator extrínseco – exercem papel fundamental na intenção de compra pois funciona como um meio para chamar a atenção e fornecer informações essenciais do produto, afetando assim a percepção da qualidade do mesmo.

Trazendo para uma realidade próxima

Trazendo para uma realidade próxima de nossos clientes, como cervejarias e produtores de bebidas em geral, que precisam se valer de um design diferenciado para seus produtos alcançarem o sucesso na gôndola. Pense em cervejas, por exemplo, suas características são semelhantes à quase todo o momento. Fora o rótulo o que sabemos que pode afetar a decisão de compra são:

  1. Aroma;

  2. Sabor;

  3. Conhecimento prévio da marca;

  4. Indicação confiável.

Sendo assim, o rótulo/embalagem e a propaganda são fatores diferenciais para a compra do produto. Vemos essa estratégia ser utilizada por grandes produtores, que se apoiam no comportamento e na experiência para associar o seu produto e então engajar-se com um número maior de consumidores.

Pesquisadores esclarecem que o consumidor compara o que conhece sobre diferentes produtos e marcas com o que considera mais importante e começa a estreitar o campo de alternativas, antes de finalmente escolher qual cerveja comprar.

Eles chamam a atenção para dois tipos de atributos que são analisados pelos consumidores: atributos salientes e determinantes. Os primeiros são os mais importantes, funcionando como pré-requisito para escolha. Quando os atributos salientes se equivalem entre as marcas, os determinantes se tornam decisivos para a escolha de uma delas.

Dois dos maiores pesquisadores do marketing, Kotler e Keller (2006), afirmam que os atributos que interessam aos compradores variam de acordo com o produto e com o tipo de consumidor. Essa etapa do processo acontece de maneira cognitivamente orientada, com julgamentos racionais e conscientes que levam em conta uma infinidade de outros fatores.

Alguns exemplos:

  1. será (quase) impossível vender uma bebida alcoolica à um religioso;

  2. existem fatores visuais que ajudam marcas a estabelecerem conexões emocionais com o consumidor, consumidor de cerveja por exemplo, valoriza tradição e pureza. Por isso, folhas de trigo e datas são inseridas em diversos rótulos.

Levando em consideração esses levantamentos, por que não, investir na qualidade e acuidade visual do seu rótulo e embalagem? Contratar um profissional de design, ajudará não só o seu produto a ficar esteticamente bem feito, como o deixará estratégicamente posicionado. Então, após um investimento no projeto do rótulo, não deixe a produção ser feita de qualquer maneira.

Bom papel, ótima tinta e acabamento de qualidade fazem toda a diferença na apresentação do produto, além de deixá-lo mais interessante na prateleira.

Gostou do artigo? Então comente assine nossa newsletter para conteúdo exclusivo sobre flexografia, produção gráfica para rótulos e etiquetas.

Leave A Comment